quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Quando o bebe nasce ...

Publicada por Futura mãmã
Andava a pesquisar pela Internet como ando sempre desde que me tornei gestante e encontrei este material. 
Espero ajudar algumas futuras mamas como eu !!!


Cordão Umbilical

Nos primeiros minutos após a retirada do bebê, mãe e filho permanecem ligados pelo cordão. É possível até observar a pulsação sanguínea do bebê pelo órgão. As honras de cortá-lo podem ser dadas ao pai. Só depois disso a criança é levada a um berço aquecido para ser examinada pela primeira vez. Se a família optou por congelar o cordão ou doá-lo a um banco público, colhe-se o material nesse momento.



Pele

O bebê nasce coberto de uma substância pegajosa e esbranquiçada, chamada vernix, que serve de proteção, e também com manchas de sangue (da mãe ou do próprio cordão umbilical). Como veio de um meio líquido, é preciso secá-lo imediatamente para que ele não perca calor. O primeiro banho será dado mais tarde no berçário. Devidamente seco e, após a checagem do pediatra, o recém-nascido é apresentado aos pais. 


Peso

Ainda na sala de parto, os pais são informados sobre o peso do bebê. É bom lembrar que o valor estimado pelo ultra-som apresenta uma margem de erro até 30% (para mais ou para menos). Por isso, não se surpreenda se ele nascer mais fofinho ainda do que você imaginava.


Vitamina

A primeira injeção que o bebê recebe na vida é importante para a coagulação normal do sangue, seus níveis são baixos no recém-nascido, daí a necessidade do complemento. 


Mãos

Ao nascer, o bebê recebe uma pulseira com o nome da mãe e um número de identificação. A mãe também recebe um bracelete idêntico.


Boca

Dependendo das condições de mãe e bebê, ele pode ser colocado no seio materno após a assistência neonatal. Ainda que ele não sugue o peito de imediato, esse primeiro contato estimula a amamentação.


Cabeça

A medida do perímetro cefálico, ou seja, o tamanho da cabeça do bebê, faz parte do check-up inicial, feito ainda na sala de parto. Se não estiver dentro dos parâmetros normais, pode indicar doenças graves como hidrocefalia (acúmulo de água no cérebro). O pediatra examina, ainda, as fontanelas (as populares moleiras), nome dado às duas aberturas ósseas no crânio do recém-nascido. Elas também dão importantes informações clínicas. Em casos de desidratação, por exemplo, ficam mais afundadas.


Pulmões

O choro do bebê, segundos após o nascimento, geralmente coincide com a primeira inspiração. Nesse instante, os pulmões iniciam sua função, já que, no útero, ele recebia oxigênio pelo cordão umbilical. Mas não se assuste se ele não chorar, é normal.


Olhos

Para prevenir a conjuntivite neonatal, o bebê recebe a aplicação de uma solução de nitrato de prata a 1% em cada um dos olhinhos, tão logo vem ao mundo. -- Eu não conhecia isto --

Nariz

Quando necessário, o pediatra aspira o muco e o líquido amniótico das vias aéreas (boca e nariz) do recém-nascido para facilitar a respiração. O procedimento é mais comum em crianças nascidas de cesárea.


Cabelos

Como a cabeça do bebê corresponde a um terço do corpo, deve ser coberta logo após o nascimento para que ele não perca muito calor. Até porque a maioria dos recém-nascidos tem pouco cabelo. Por isso, em algumas maternidades, a criança é apresentada aos pais de touca. --Não sabia isto --


Pés

Os pés do bebê, assim como as digitais da mãe, são carimbados num mesmo documento, que fará parte da ficha de identificação da criança. O carimbo é uma ótima lembrança para guardar no álbum!


Sinais vitais

O teste de Apgar, como é chamado o primeiro exame médico do bebê, é realizado segundos após o nascimento. Ele avalia a cor da pele, a freqüência cardíaca, a respiração, os reflexos e o tônus muscular. Os testes são repetidos no quinto minuto de vida. Ao final do exame, o bebê recebe uma nota (de 0 a 10). Cerca de 90% dos bebês “tiram” de 8 a 10, ou seja, nascem em ótimas condições.


Fontes: 
Miriam Ricca, pediatra neonatologista, do Hospital e Maternidade São Luiz; 
Andrea Patente, pediatra neonatologista do Hospital e Maternidade São Camilo. 
Revista.

google

13 comentários:

Susana disse...

Olá miriam
alguns dos procedimentos não se fazem, ou pelo menos não fizeram ao meu pequeno, e a mim tb. Não tive direito a pulseira; não 'carimbaram' os pés do meu bebé, nem as minhas impressões digitais;nunca vi nenhum bebé de touca, eles embrulham muito bem num lençol à nascença, não colocaram nada nos olhos para a conjutivite (segundo o meu marido) e não recebeu nenhumas vitaminas... Não lhe deram banho, apenas o limparam e só tomou banho no dia seguinte de manhã...O meu parto foi feito por 2 enfermeira, na mesma altura estavam fazendo um parto dificil a outra mamã e nunca contaram que o meu trabalho de parto evoluisse tão rápido...
Seja como for, o que importa é que o bebé venha com muita saude e que a mamã se sinta muito apoiada!
Beijo ;o)

Em busca do sonho disse...

O parto geralmente é feito pela parteira e só mesmo na recta final é que vem o pediatra ou Obstretra. A tal touca, só mesmo o gorrinho que levei junto com a primeira roupinha, porque eles têm muito frio. Eu levei para a primeira roupa roupa interior (3 peças),meias, babygrow, casaco, gorro e uma manta. Se pensas que é muito enganaste porque eles estão habituados a estar no quentinho e quando saem é muito frio para eles. No meu caso tive direito à pulseira e o Rafinha também claro!

Bjinhos nossos

Diário da mãe e da filha disse...

Cada dia que passa você está mais ansiosa né? kkkk.

Ah sobre a touca, não teve no meu parto. Eu levei um gorrinho mesmo.

Beijos

Leny disse...

Também gosto muito de buscar informações,vivo fazendo isso rs...
Mas a verdade é que nem reparei se foram ou não feitos todos esses procedimentos pois por meu parto ser prematuro eu estava muito ansiosa somente pra ver se ela estava viva e bem...
O carimbo do pezinho é uma das lembranças mais queridas e fortes que tenho,sempre que vejo aquele pezinho tão pequeno estampado no papel me emociono muito.

bejinhos...

Deise disse...

Nossa adorei as explicações, muita coisa eu não sabia...
Quando o Diego chega?
Um grande abraço!

Di + Má = Juninho e Dudu disse...

Amei!!!! A gente sempre aprende alguma coisa nova com seus posts eu adoluuuuu!!!!

☼Girassol☼ disse...

A maioria das coisas eu não sabia. Eu não sei como será o procedimento do hospital onde terei bebê, mas eu espero que seja assim como você falou. Nós só queremos a segurança do baby né?
Menina, como tu tá ansiosa. Eu quero logo que março chegue, porque assim faltará bem pouco pro meu baby nascer também!
Me fala uma coisa, tu vai ter filho normal? Tu tem convênio médico ai, porque aqui eu estou fazendo pelo SUS (Sistema Único de Saúde - Saúde Pública) e eu estou amando, sempre sou muito bem atendida e quando eu nao compareço ao pré-natal, eles me ligam pra saber se está tudo bem. Nunca fui tão bem atendida!
Mas isso é assunto para um post.
Beijos!

Juliana disse...

adorei amiga, muito esclarecedor!

Cris M disse...

Adorei as explicações. Obrigado

sheR disse...

Acredita que não carimabaram o pé do Gu, nem meu dedo??
Eu que carimbei quando cheguei em casa...
Pra te falar a verdade tem muita coisa q eu não sabia daí, e olha q eu ja até tive o meu
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Amei ficar informada, você vai estar por dentro ein??
bjO

☼Girassol☼ disse...

Você poderia fazer um post explicando como é o plano de saúde dai. Dá curiosidade saber como é que é.
Porque pelo que eu leio, parece ser de boa qualidade. :)
Obrigada por responder!

☼Girassol☼ disse...

Ops! Plano de saúde não, deveria explicar como é a saúde pública daí! hehehe
Cabeça de grávida, pensa uma coisa e escreve outra.

Rit♥Catita disse...

Infelizmente, nem todos os hospitais deixam o pai cortar o cordão umbilical. No meu parto não deixaram. Mas em clínicas, e alguns hospitais mais sensibilizados, deixam.
E acredita, quando passares pela experiência do parto vai ser muito melhor do que qualquer leitura que alguma vez fizeste.
Sentir a pele macia deles sobre a nossa é bom demais. :)

Enviar um comentário

 

Mamãe do Diego Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea